Francisco Assis com via verde para líderar Conselho Económico Social

O PS propôs na sexta-feira o seu antigo líder parlamentar Francisco Assis para substituir Correia de Campos no cargo de presidente do Conselho Económico e Social (CES), eleição se realiza no próximo dia 10 na Assembleia da República.

Para ser eleito no cargo de presidente do CES, Francisco Assis precisa de dois terços dos votos dos 230 deputados, o que implica necessariamente um acordo entre PS e PSD, algo que o antigo ministro da saúde, Correia Campos, não conseguiu.

A Assembleia da República vai tentar concretizar em 10 de julho eleições pendentes para representantes de vários órgãos externos, incluindo uma terceira tentativa para o Conselho Económico e Social (CES) e uma segunda para o Tribunal Constitucional.

No plano interno, Francisco Assis, que integrou a direção do ex-líder do partido, António José Seguro, tem-se assumido como crítico da linha política seguida pelo secretário-geral do PS, António Costa, assente numa relação privilegiada com as forças à esquerda dos socialistas no parlamento, Bloco de Esquerda, PCP e PEV.

A escolha de Francisco Assis para suceder a Correia de Campos na presidência do CES sinaliza um esforço de aproximação do PS em relação aos setores mais à direita dos socialistas. A proximidade de Francisco Assis, com o atual secretário geral adjunto do PS, José Luís Carneiro não será estranha a esta reaproximação de Assis ao PS de António Costa.

Rio Rio, presidente do PSD, já elogiou a indicação de Assis e diz haver condições para eleger órgãos externos.

António Orlando

Next Post

Cancelado Rali Terras D'Aboboreira

Dom Jul 5 , 2020
Share on Facebook Tweet it Pin […]
Instagram did not return a 200.

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.