Câmara do Marco faz apelo a alunos e encarregados de Educação

A câmara do Marco de Canaveses lançou um alerta aos alunos e encarregados de educação que ainda não procederam à renovação do título de transporte escolar, assim, como a solicitação da Ação Social Escolar aos alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico que o deverão fazer o mais brevemente possível nos meios e locais habituais. Ou seja, nas sedes dos Agrupamentos Escolares.

A câmara, anunciou entretanto, que  vai continuar a assegurar a realização dos transportes escolares no concelho. “Diariamente, serão transportados cerca de 2.450 alunos, prevendo-se um investimento de cerca de 920 mil euros”, explica a edilidade marcuense.

O Plano de Transportes Escolares para o ano letivo 2020/2021 aprovado pelos órgãos municipais foi “elaborado em estreita articulação” com os Agrupamentos de Escolas, com as Escolas Profissionais e com as Juntas de Freguesia, e “com apreciação favorável” pelo Conselho Municipal de Educação.

Município comparticipa em 50% o custo do passe escolar no Secundário

O município assegura a totalidade do custo com o passe escolar de todos os alunos do 5.º ao 9.º ano do Ensino Básico, que residam a uma distância mínima de 3 Km do Estabelecimento de Ensino.

Para os alunos residentes no concelho e que frequentam o Ensino Secundário o município comparticipa em 50% o custo do passe escolar, desde que não sejam assegurados por outros regimes de apoio, e que residem a mais de 3 km da escola mais próxima ou a estudar em escolas fora do concelho, ou fora da área pedagógica, desde que comprovada a não existência da vaga ou curso.

No que respeita à realização dos circuitos especiais de alunos decorrentes do encerramento de escolas no âmbito da reorganização da rede escolar, designadamente nas freguesias de Avessadas e Rosém, Bem Viver, Paredes de Viadores e Manhuncelos, Soalhães, Vila Boa do Bispo e Vila Boa de Quires e Maureles, a câmara municipal comparticipa em 51 mil euros.

Circuitos Especiais

Ainda na realização de circuitos especiais de transporte para alunos com dificuldades de locomoção, que beneficiam de medidas ao abrigo da educação inclusiva, a autarquia investe cerca de 98 mil euros.

Quanto ao transporte de alunos portadores de deficiência que frequentam respostas sociais fora do concelho, designadamente na Associação de Pais e Amigos dos Diminuídos Mentais de Penafiel (APADIMP) e na Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados (CERCI) em Amarante, o apoio representa 50 mil euros.

Para a Presidente da Câmara Municipal, Cristina Vieira, responsável pelo Pelouro da Educação, “este investimento no transporte escolar é mais um financiamento na Educação, fundamental ao desenvolvimento das crianças e jovens marcuenses”.  A autarca lembra que o município numa política de continuidade e construção da escolaridade para todos e de contributo para a redução do abandono escolar, apoia, também, a aquisição de livros e material didático, as refeições escolares, o desenvolvimento de Atividades de Enriquecimento Curricular, na aquisição de equipamento básico e na conservação e manutenção dos vários equipamentos e edifícios escolares distribuídos pelo concelho”, explica.

 

 

António Orlando

Next Post

‘Drone’ da Força Aérea Portuguesa cai no Torrão, em Alcácer do Sal

Sáb Set 5 , 2020
Share on Facebook Tweet it Pin […]
Instagram did not return a 200.

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.