Aumenta fogo controlado na floresta baionense

Os Planos de Fogo Controlado (PFC) da Comissão Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios de Baião aprovados para o Marão, Castelo de Matos e Aboboreira em 2017, foram esta segunda feira, 16 de novembro, em sede de Reunião da Comissão, reforçados pelo Plano de Fogo Controlado de Baião Meridional.  

Este Plano, que foi aprovado por unanimidade pelos elementos que integram a Comissão, foi elaborado pelo técnico credenciado e 2º comandante dos Bombeiros Voluntários de Baião, Emanuel Fidalgo,  e terá enfoque em 4 locais do concelho: Monte do Castelo; Zona de Tuarás; Monte da Volta Grande e Aboboreira Meridional, vindo preencher uma lacuna em termos de gestão de combustíveis em áreas contínuas de grande dimensão, detetada no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios.  

O Plano tem como objetivo compartimentar o espaço florestal, almejando uma redução de áreas ardidas, e tem um período de intervenção de 4 anos, estimando-se que no final desse período, que termina em 2024, tenham sido intervencionados perto de 200 hectares de floresta como forma de prevenção.  

Na elaboração do Plano, Emanuel Fidaldo partiu da identificação da rede primária no concelho de Baião que grosso modo abrange as áreas de interflúvio formado pelas serras de Aboboreira, do Castelo e do Marão, bem como o histórico de incêndios rurais, para delimitar um total de 30 parcelas com características mais homogéneas do ponto de vista topográfico e do coberto vegetal e com dimensão à escala da paisagem, não abrangidas pelos PFC da Serra da Aboboreira, Serra do Castelo e Serra do Marão, já existentes. As parcelas definidas neste Plano de Fogo Controlado localizam-se em áreas onde o histórico revela elevada recorrência de incêndios florestais, com probabilidade de evoluírem para áreas de interface urbano-florestal. 

José Manuel Ribeiro, coordenador municipal da Proteção Civil, mostrou-se muito satisfeito pela aprovação do Plano lembrando que “as parcelas a intervencionar serão todas trabalhadas com a supervisão de técnicos credenciados em Fogo Controlado, acompanhados pelos Bombeiros, pelos Sapadores Florestais e por um Operacional de queima. Depois de estudados os grandes incêndios nas zonas propostas e de se perceber quais eram os ventos dominantes, este planeamento vem prevenir e criar janelas para um combate mais eficaz se no futuro se revelar necessário”.  

Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Baião que também preside à Comissão Municipal de Defesa da Floresta contra incêndios, corrobora da mesma opinião, garantindo que “a prevenção se torna mais eficaz quanto mais cedo começar a ser trabalhada. As ações de fogo controlado, não só previnem a ocorrência de grandes incêndios como evitam a sua progressão, não protegendo apenas as florestas, mas também as pessoas e os seus bens”, garante.  

 Assim que as condições climáticas o permitam, os trabalhos deverão ter início de imediato. 

António Orlando

Next Post

António Manuel Ribeiro de Sousa (1962-2020)

Seg Nov 23 , 2020
Share on Facebook Tweet it Pin […]
Instagram did not return a 200.

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.