PSD/Baião ataca José Luís Carneiro por ter proposto trasladação de Eça de Queiroz para o Panteão Nacional

O PSD Baião está desagrado com a trasladação dos restos mortais de Eça Queiroz para o Panteão Nacional aprovada pela Assembleia da República.  

A proposta que teve como primeiro subscritor, o deputado do PS, José Luís Carneiro, ex-presidente de câmara e atual presidente da Assembleia Municipal de Baião, teve a concordância de todos os partidos com assento na Assembleia da República, inclusive do PSD, mas não tem, no entanto, a aprovação do PSD/Baião.  

Em comunicado, a concelhia laranja diz acreditar que todas as honras e homenagens “serão poucas para perpetuar a memória de um distinto cidadão” português e “digno de honras de Panteão”. O que o PSD Baião diz “não compactuar é que esta proposta, tenha partido do único deputado baionense na Assembleia da República, que conhece a importância da permanência deste para o futuro da nossa terra, do nosso turismo e da nossa cultura”, sublinha. 

Apontando baterias a Carneiro, o PSD/Baião diz lamentar que “a influência e o peso político do ex-presidente de câmara não tenha sido usado para a concretização efetiva das obras estruturais que há tanto tempo são prometidas ao nosso concelho”.  

O comunicado do PSD intitulado “deslumbramento das cidades e o esquecimento das serras”, termina com uma citação de Eça de Queiroz n´Os Maias: «Lisboa é Portugal. Fora de Lisboa não há nada. O país está todo entre a Arcada e S. Bento!…» 

Contatado pelo tâmega.tv José Luís Carneiro recusou comentar as acusações do PSD remetendo explicações da decisão de trasladação do romancista para o presidente da Fundação Eça de Queiroz.

Refira-se que aquando da provação da iniciativa parlamentar de trasladação de Eça de Queiroz para o Panteão Nacional que terá partido de um repto lançado pela Fundação Eça de Queiroz, José Luís Carneiro afirmou que “a Assembleia da República deu um grande exemplo de maturidade democrática e serviço ao país. Estamos a homenagear um dos maiores vultos da cultura e literatura do país, como também um povo e uma região onde ele se inspirou para escrever os seus romances”, concluiu José Luís Carneiro. 

O atual Autarca de Baião, Paulo Pereira que é também presidente da concelhia do PS, diz saudar as honras de Panteão Nacional concedidas a Eça de Queiroz​.

“Por via desta distinção”, prosseguiu Paulo Pereira, “estamos não apenas a valorizar a vida e obra do escritor, mas também os lugares queirosianos que de uma forma magistral registou para a eternidade nos seus livros”.

Entre estes lugares, anotou à Lusa, o “mais alto lugar queirosiano continuará a ser Tormes, espaço onde todos os anos acorrem muitos milhares de visitantes para conhecer melhor a sua obra e as paisagens de Santa Cruz do Douro”, freguesia do concelho de Baião e onde se situa a sede da Fundação Eça de Queiroz,

“Não podemos inclusivamente esquecer que esta proposta partiu de uma deliberação da Fundação Eça de Queiroz, que é presidida por um descendente de Eça de Queiroz”, acentuou, recordando que “esta distinção honra, assim, também, a Fundação Eça de Queiroz e reforça o seu prestígio e importância”.

Carlos Moura

Next Post

Mulher morre carbonizada em lareira em Pidre, Mancelos

Sáb Jan 16 , 2021
Share on Facebook Tweet it Pin […]
Instagram did not return a 200.

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.