Pandemia dá sinais de abrandamento no Baixo Tâmega. Resende é exceção

A região do Baixo Tâmega (BT) continua em Risco Extremamente Elevado de contágio pelo novo coronavírus, apesar de uma ligeira redução verificada na última semana. Os dados constam no relatório epidemiológico revelado esta segunda-feira pela Direção Geral de Saúde (DGS).

Ralatório aqui

No grupo dos cinco concelhos que compõem a região do BT, Marco de Canaveses continua a ser o único município que não está no risco mais grave de transmissão infeção por 100 mil habitantes. Ainda assim o risco de contágio é Muito Elevado.

Resende é, no No Baixo Tâmega, o único onde as infeções continuam a aumentar a um ritmo assustador.

Tomando por base a incidência cumulativa a 14 dias (20/01/2021 a 02/02/2021) por 100 mil habitantes, Resende tem o rácio mais elevado de novas infeções: 2.062, (mais 483 infeções que há uma semana), segue-se Celorico de Basto 1.576 ( menos 15), Baião com 1.493 (– 86), e Amarante com 1.216 pessoas infetadas (– 111). Marco de Canaveses mantém-se nos três dígitos, 800 (-21) casos de infeção.

Nestes cinco concelhos há um total de 1 968 pessoas infetadas com o SARS-Cov-2, ou seja: Amarante 684; Marco de Canaveses 428; Celorico de Basto 316; Baião 306; Resende 234.

No país, o número de casos e de mortes continua a evidenciar uma tendência de descida em Portugal. Os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) deram conta de 2.505 novos contágios nas últimas 24 horas, o valor mais baixo desde o dia 28 de dezembro. O número de óbitos foi de 196, o mais baixo desde 18 de janeiro.

Em termos globais, Portugal soma nesta altura 767.919 infeções e 14.354 vítimas mortais. O total de recuperados é de 612 mil.

CERCA DE 400 MIL DOSES DE VACINA JÁ ADMINISTRADAS

Quase 400 mil doses da vacina contra a covid-19 foram administradas até às 13:00 de hoje, disse a ministra da Saúde, revelando que esta semana inicia a vacinação de profissionais de serviços não essenciais.

A ministra adiantou que esta semana “está prevista a administração de cerca de 120 mil inoculações”, sendo que o plano “prevê a continuação das vacinações em estruturas residenciais para idosos e similares”.

Nestes casos, “serão administradas segundas doses de vacinas e ainda algumas primeiras doses em situações onde havia estruturas com surtos”, tendo sido necessário aguardar pela sua extinção.

Marta Temido informou que também vão ser administradas doses “a profissionais de saúde, segundas e primeiras doses, focadas naquilo que é a vacina da Moderna”, assegurando ainda que as vacinações “continuarão e se intensificarão a pessoas com mais de 80 ou a pessoas entre os 50 e os 79 anos e uma de quatro comorbilidades associadas”.

A ministra esclareceu que, nestes casos, “aquilo que será a gestão das vacinas implicará que se preservem as vacinas AstraZeneca para pessoas com menos de 65 anos”.

Marta Temido acrescentou que esta semana vai ser, igualmente, iniciada a vacinação “de profissionais de serviços não essenciais”, estando em causa “cerca de 19 mil inoculações”.

António Orlando

Next Post

Chuva e vento fortes nas próximas horas, avisa Proteção Civil

Seg Fev 8 , 2021
Share on Facebook Tweet it Pin […]
Instagram did not return a 200.

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.