Cristina Vieira recandidata do PS à Câmara do Marco de Canaveses

Autárquicas´21. O nome de Cristina Vieira, atual presidente da Câmara do Marco de Canaveses, foi aprovado, por maioria, pela concelhia do PS como recandidata a um novo mandato.  

Depois de ter feito história em 2017, ao vencer as eleições autárquicas por maioria (com 44,21% dos votos), desalojando o PSD do poder, a socialista foi de novo indicada pelos camaradas da concelhia como candidata às próximas Eleições Autárquicas.   

Na reunião da Comissão Política Concelhia de Marco de Canaveses do PS que decorreu ontem, sábado, 13 de março, o nome de Cristina Vieira foi sufragado com 27 votos a favor e 1 voto nulo.  

Em nota da Federação Distrital do PS/Porto, pode ler-se que “passados cerca de três anos e meio de mandato, a gestão de Cristina Vieira cumpriu ou tem em execução 74 dos 78 compromissos assumidos com o eleitorado, incluindo o da isenção de ligações às redes de água e saneamento”.  

Cristina Vieira, 46 anos, é licenciada em Sociologia e pós-graduada em Gestão de Empresas Sociais. Profissionalmente, é Consultora de Certificação de Qualidade no Centro Hospitalar de São João, no Porto.  

No PS, é membro da Comissão Nacional e da Comissão Política Distrital. É, desde 2013, presidente da Comissão Política Concelhia do PS Marco de Canaveses, tendo sido reeleita para um terceiro mandato em 2020. Foi presidente da Junta de Freguesia de Soalhães (2005-2017). 

Refira-se que o PSD revelou que o seu candidato  no Marco de Canaveses é também uma mulher, Maria Amélia Ferreira, atual provedora da Misericórdia local, antevendo-se, assim, uma luta no feminino pela presidência da autarquia marcuense.  

António Orlando

Next Post

"Estamos preparados para ganhar as eleições", Opinião de Ana Raquel Azevedo- PSD/ Baião.

Dom Mar 14 , 2021
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.