Ott Tänak dita leis na longa tirada de Amarante 1. Às 17 horas os pilotos voltam à classificativa amarantina

MOTORES. A manhã do segundo dia do Vodafone Rally de Portugal terminou com a maior especial da prova, os 37.92 quilómetros de Amarante 1. Thierry Neuville, ao princípio da tarde, desistiu na assistência, mas volta amanhã.

188626984_1239176419818794_7764608411631269726_n
188626984_1239176419818794_7764608411631269726_n
191071031_10159278568086602_2794474873833014140_n
191071031_10159278568086602_2794474873833014140_n
189533858_3940054046091343_400724103954073778_n
189533858_3940054046091343_400724103954073778_n
188947219_3939582456138502_2861409619904459474_n
188947219_3939582456138502_2861409619904459474_n
190442688_3939117276185020_4849514818380151087_n
190442688_3939117276185020_4849514818380151087_n
189472001_3939302919499789_1077621701469064486_n
189472001_3939302919499789_1077621701469064486_n
188509320_6373516125999215_2857370031186138392_n
188509320_6373516125999215_2857370031186138392_n

Ott Tänak voltou a impor o ritmo e foi o mais rápido. São já três vitórias em igual número de especiais que se realizaram neste sábado. O piloto da Estónia regista um acumulado de seis triunfos em classificativas nesta quarta ronda do mundial.

Elfyn Evans foi segundo em Amarante 1, posição que ocupa na geral, a 19.2s do estónio da Toyota. O galês da Toyota cedeu, apenas, 0,9s para Tanak nos quase 40 km de classificativa. Terceiro na especial e na classificação da prova, a 25.3s do líder, está Dani Sordo. Na primeira classificativa da tarde, o britânico foi o mais rápido em Vieira do Minho 2.

Katsuta Takamoto é agora quarto classificado, seguido por Sébastien Ogier, que assumiu dificuldades devido a más escolhas na parte da manhã e não está a conseguir rentabilizar o facto de hoje partir em quinto. Seguem-se, entre o sexto e o oitavo lugares, Kalle Rovenperã, Gus Greensmith e Adrien Fourmaux. O WRC2 é comandado por Esapekka Lappi, nono da geral, que tem uma vantagem de 14s para Teemu Suninen e de 1m27s para Nikolay Gryazin.

NEUVILLE VOLTA A DESISTIR E A… REGRESSAR

Thierry Neuville desistiu na assistência, ao princípio da tarde, já que não se sentia confortável com o comportamento do carro, cujo chassis ficou empenado, na sequência da forte pancada sofrida, ontem, quando embateu numa árvore no troço de Mortágua. Agora, o objetivo imediato da Hyundai será tentar reparar o i20 WRC, de modo a colocá-lo, no final desta segunda etapa, no Parque Fechado, para que o piloto belga possa regressar ao rali este domingo, na mira de conseguir pontuar na Power Stage (Fafe 2).

Importa referir que, por causa da pandemia, depois do Vodafone Rally de Portugal, a equipa Hyundai não poderá voltar à Alemanha (seria obrigatória uma quarentena) e necessita de ter o carro de Neuville apto a disputar o Rali da Sardenha (3/6 junho), a prova seguinte do Campeonato do Mundo.

António Orlando

Next Post

Amarante terá afastado Ott Tänak da vitória no rali de Portugal

Sáb Mai 22 , 2021
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.