Vibração de martelos pneumáticos poderá ajudar a explicar a origem da derrocada em Louredo

ACIDENTE – Bloco de saibro despendeu-se de ribanceira e atingiu mortalmente um trabalhador e feriu gravemente outro. O funeral da vitima mortal, Joaquim Macedo, realiza-se Quarta-feira dia 16 de Junho pelas 19 horas na Igreja Paroquial de Santa Cristina, onde serão celebradas as cerimónias fúnebres. Depois o corpo do malogrado trabalhador irá ser sepultado em jazigo de família no cemitério local.

 

image (1)
image (1)
image (2)
image (2)
DERROCADA-LOUREDO (3)
DERROCADA-LOUREDO (3)
DERROCADA-LOUREDO (2)
DERROCADA-LOUREDO (2)
DERROCADA-LOUREDO (1)
DERROCADA-LOUREDO (1)
InkedDERROCADA-LOUREDO (1)_LI
InkedDERROCADA-LOUREDO (1)_LI

A queda de um bloco de saibro, em forma de pedregulho, que se desprendeu de uma ribanceira, ontem cerca das 9 horas, em Louredo, Amarante, matou um trabalhador da construção civil e feriu gravemente outro. 

Justino Macedo, 50 anos, “teve morte imediata”.


Justino Macedo, 50 anos, deixa duas filhas órfãs de pai, uma delas menor, com 15 anos

Já o outro trabalhador sofreu um traumatismo cranioencefálico, além de ferimentos nas pernas e nas mãos”, explicou ao Tâmega.TV Rui Ribeiro, comandante dos Bombeiros Voluntários de Amarante. 

O ferido depois de assistido pela equipa da VMER de Vila Real,  foi levado pelos Bombeiros de Amarante para urgência do Hospital Padre Américo, do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, em Penafiel.  

Os operários, ao serviço de uma empresa de construção civil de Gaia, estariam “a manobrar com dois pequenos martelos pneumáticos numa sapata, no fundo de uma ribanceira, onde está a ser construído um pequeno muro de suporte”, indicou ao Tâmega.TV um morador da zona. A mesma fonte  garantiu, também, que minutos antes do acidente uma retroescavadora terá andado a trabalhar no patamar que é suportado pela ribanceira.  

As causas que originaram a queda do bloco de saibro, oficialmente, são desconhecidas. Ao final da manhã, uma equipa da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) esteve no local onde analisou as circunstâncias que rodearam o acidente.

A tragédia ensombrou a construção de um bloco de habitações geminadas que está a nascer à face da rua de S. João, na freguesia de Louredo.  Toda a construção –  muro e habitações –  está a nascer debaixo da  ribanceira. 

Contactada a câmara municipal de Amarante, foi-nos dito que a construção está devidamente licenciada. 

Meios do INEM, dos Bombeiros de Amarante e da GNR foram mobilizados para o local do acidente. Além da ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) e da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER),  o INEM mobilizou ainda uma equipa de apoio psicológico, para assistir os colegas de trabalho das vítimas.

António Orlando

Next Post

"Aldear" leva próximos encontros comunitários a Celorico e Amarante

Ter Jun 15 , 2021
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.