Baixo Tâmega é destino Enoturístico obrigatório

TURISMO. II edição do projeto BTinova2.0 vai realizar-se com o impulso de sete municípios do Baixo Tâmega ( Amarante, Baião, Celorico de Basto e Marco de Canaveses, Cabeceiras de Basto, Resende e Mondim de Basto).Os operadores turísticos são os grandes motores do projeto. O objetivo passa por reforçar “o trabalho em rede entre os operadores do roteiro enogastronómico Verde Sentido e estimular o cross-selling regional, criado na primeira edição”.

O projeto BTinova 2, iniciativa conjunta da Associação Empresarial de Amarante (AEA) e da Associação de Municípios do Baixo Tâmega (AMBT) mereceu, recentemente, a aprovação do programa de financiamento NORTE 2020, ao Sistema de Ações Coletivas – Qualificação, o qual permitirá continuar a promover o Roteiro de Enoturismo “Verde Sentido” e trazer novas ações de qualificação aos agentes do território do Baixo Tâmega. Este projeto irá decorrer até agosto de 2022 e tem um financiamento aprovado de 425 mil euros, para um investimento de 500 mil euros.

Ao vinho verde, o tema principal deste projeto, juntam-se “outros produtos endógenos de elevado valor, como as paisagens, a cultura e a história das gentes, elementos diferenciadores de uma estratégia turística alicerçada no potencial distintivo do território que visa estruturar toda a oferta e posicionar o Baixo Tâmega como destino turístico de excelência”.

A primeira edição deu um importante contributo na valorização dos produtos endógenos, apoiando no processo de certificação do Mel do Marão, Doces Conventuais de Amarante, Anho Assado com arroz de Forno, Fumeiro de Baião, Citrinos da Pala e Maçãs de Basto. Destacam-se, ainda a capacitação e sensibilização dos mais de 50 operadores e a criação de um roteiro enogastronómico denominado, Verde Sentido.


No âmbito deste projeto foi implementado o “City Break 2 Rios 2 Terras – “Stay to Walk” de Carolina Mendes e Sara Neto, um roteiro com um conjunto de experiências ligadas ao território que permitem ao visitante mergulhar a fundo no Baixo Tâmega.

O BTinova 2.0 pretende consolidar o Roteiro Enogastronómico Verde Sentido, alargando-o a outros operadores turísticos, ao mesmo tempo que se reforça o trabalho em rede entre os operadores, através da capacitação e se estimula o cross-selling regional. O objetivo é envolver uma centena de operadores turísticos.

Valorizar os produtos endógenos continua a ser a palavra de ordem, não só através da certificação de outros produtos diferenciadores, como por exemplo as cavacas de Resende, mas também na sensibilização para a utilização e promoção de produtos identitários.

Afirmar-se como um destino complementar ao Porto e ao Douro, uma Great Wine Capitals consolidada é também uma ambição deste BTinova 2.0. Na sessão de apresentação esteve, presente Ricardo Valente, vereador da Câmara Municipal do Porto. Dando o exemplo do Porto, o autarca falou do potencial turístico de uma Great Wine Capitals.

Neste âmbito o projeto está assim a preparar uma candidatura do roteiro enogastronómico “Verde Sentido” aos prémios “The Best Of Wine Tourism Awards”, promovido pela Rede de Capitais de Grande Vinhedos e prepara-se para organizar uma conferência “Great Wine Capitals”.

António Orlando

Next Post

Baião abre candidaturas ao Programa Voluntariado Jovem para Natureza e Florestas 2021

Qua Jul 7 , 2021
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.