Amarante ganha nova Zona Industrial com multinacional suíça que promete emprego qualificado a centenas de colaboradores

INVESTIMENTO. Fischer Connectors, multinacional Suíça, esta segunda-feira deu início à construção da primeira fábrica de montagem de conectores fora da casa mãe com o lançamento da 1ª pedra da nova unidade industrial, num investimento de 5,6 milhões de euros, que ficará localizada à face do IP4, em Aboadela, Amarante e que promete criar emprego qualificado.


Dentro de um ano, a partir da serra do Marão, na Aboadela, Amarante, irão nascer soluções de conectividade de alto desempenho. As soluções de conectividade, mundialmente conhecidas pela sua elevada fiabilidade, durabilidade e qualidade em ambientes agressivos, vão desde conectores e conjuntos de cabos ultra resistentes, soluções eletrónicas como o PCB (circuitos impressos), switches, routers e pen drives.

Além da captação de investimento com emprego qualificado para a região, a instalação da Fischer Connectors marcou, também, a inauguração da nova zona industrial de Amarante, a primeira pública do concelho em terrenos adquiridos pelo município.

A vinda da Fischer Connectors para o nosso território faz parte de um plano que traçamos, desde logo, com a constituição da InvestAmarante, e para o qual nos temos vindo a preparar – para nos tornarmos competitivos na atração de investimento e novas indústrias. Este investimento é extremamente importante para Amarante. É um excelente indicador, e que pode provocar um efeito de “arrastamento”. Vem acrescentar valor e fixar pessoas.

José Luís Gaspar, presidente da Câmara Municipal de Amarante

Na Fischer Connectors há a promessa de trabalho para quatro centenas de pessoas embora a produção arranque “apenas” com cerca de uma centena dos colaboradores e que irão criar novas capacidades para a montagem de conectores e soluções de cabos produzidos na fábrica central do Grupo e na sede mundial em Saint-Prex (Cantão de Vaud), Suíça.

A escolha da localização em Amarante “baseou-se num quadro de avaliação abrangente através do apoio altamente apreciado da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), em termos de historial industrial, base de custos, ambiente de trabalho, factores culturais, e disponibilidade de talentos”, justifica fonte da Fischer Connectors.

Desde a fundação da empresa em 1954, a produção de montagem de conectores tem sido historicamente centralizada dentro das suas instalações fabris na Suíça, onde também se encontra o seu centro de investigação e desenvolvimento tecnológico. O novo local de montagem de conectores português é o primeiro do seu género fora da Suíça, marcando assim uma nova era de expansão global para as operações do Grupo Fischer Connectors.

Para sustentar o crescimento do nosso Grupo, que tem sido sólido e contínuo ao longo dos últimos anos, precisamos de aumentar a nossa competitividade, reactividade e capacidade à escala global. Temos uma visão ambiciosa para o desenvolvimento a longo prazo da nossa empresa. A aposta em Portugal é uma das pedras angulares da nossa estratégia de crescimento operacional como parceiro de conectividade global dos principais OEMs mundiais.

Jonathan Brossard,CEO do Grupo e membro da 3ª geração da família Fischer

A expansão internacional das atividades de produção do Grupo apoia logicamente a dinâmica de crescimento e evolução das suas atividades comerciais, que iniciaram o seu desenvolvimento internacional com o estabelecimento da primeira filial da Fischer Connectors em 1988. Com o novo local de produção e filial em Portugal que estará operacional no final de 2022, o Grupo Fischer Connectors terá 10 filiais na Europa, Oriente Médio e África, nas Américas e na Ásia-Pacífico.

Fischer Connectors

  • Fundada em 1954, a Fischer Connectors concebe, desenvolve e implementa soluções de conectividade de alto desempenho especialmente adequados para aplicações que exijam precisão, durabilidade e resistência a condições operacionais e ambientais severas, numa grande variedade de indústrias tais como médicas, de defesa e segurança, industriais, de instrumentação, audiovisuais, de transporte e energia.
  • O Grupo Fischer Connectors emprega 500 pessoas em todo o mundo.
  • Em 2019, o Fischer Connectors Group criou o Wearin’, um spinoff dedicado a ecossistemas conectáveis e viáveis com gestão de dados baseada na nuvem, maximizando a segurança, saúde e desempenho do ser humano conectado.
  • Agora, em 2021, o Grupo lança a construção de uma nova unidade de produção e subsidiária em Amarante, no distrito do Porto.
  • Carlos Moura/TTV

António Orlando

Next Post

Máscara na rua acaba no domingo

Seg Set 6 , 2021
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.