Marco de Canaveses investe 7 milhões de euros durante o Ano Letivo 2021/2022

EDUCAÇÃO: Elevado montante engloba o investimento na requalificação do parque escolar, transporte de alunos, refeições, atividades de enriquecimento curricular, ação social escolar e recursos humanos

A Câmara do Marco de Canaveses prevê gastar 7 milhões de euros durante este ano letivo. Atualmente, o município conta com um total de 6.946 alunos. O dinheiro será investido em várias áreas, nomeadamente na requalificação do parque escolar, transporte de alunos, refeições, atividades de enriquecimento curricular, ação social escolar e recursos humanos.

Na reaquilificação do parque escolar, 1.8 milhões de euros serão dirigidos para a melhoria das condições físicas das escolas. Entre os estabelecimentos escolares a serem requalificados destacam-se a EB 2,3 de Alpendorada, onde será feita a modernização e reabilitação integral da escola, e a EB1 de Feira Nova, no qual está em execução a construção de uma nova cozinha e um refeitório.

Já executadas estão pequenas intervenções nos Jardins de Infância de Fornelo (Avessadas), Vila Verde (Marco), Vila Nova (Marco), Searinha-Freixo (Marco), Quinta do Casal (Marco), Serrinha (Alpendorada), Eiró (Soalhães), Cerdeiras (Tabuado), Ramalhais (Soalhães) e Cabo (Maureles), nas EB1 de S. Sebastião (Penha Longa e Paços de Gaiolo) e Outeiro (Constance) e na Escola Secundária de Alpendorada.

Prometidas estão igualmente intervenções nos Jardins de Infância de Rua Direita (Sobretâmega) e de Paredes de Viadores.

Na EB 2,3 de Alpendorada, para além da requalificação do estabelecimento escolar, será ainda feito um investimento no apetrechamento da escola com equipamento básico, como mobiliário e material didático, e equipamento informático, com a instalação de 104 computadores de secretária e 32 computadores portáteis.

Transportes Escolares

O Município tem previsto um investimento global de 827.231,70€, que contemplam o transporte de alunos do 2.º e 3.º Ciclo e Ensino Secundário, Circuitos Especiais de Transporte de crianças com necessidades de saúde específicas, transporte de alunos CEF, transporte de alunos que frequentam o ensino secundário fora do concelho, que este ano incluiu também o apoio de passes na ferrovia, e utilização das viaturas municipais para transporte escolar, mantendo-se a colaboração com as Juntas de Freguesia, que permitem o transporte de alunos cuja distância para os estabelecimentos de ensino e cujos percursos são considerados de risco.

O Município será também responsável pelo fornecimento do Serviço de refeições na EB1 do Marco e na EB1 e JI da Barroca, ambos na freguesia do Marco, e nos refeitórios escolares dos ensinos básico e secundário, num investimento que ronda os 400 mil euros. As refeições serão confecionadas nas cozinhas dos quatro agrupamentos, num total estimado de 1050 refeições por dia. Acrescem ainda quase 85 mil euros para a distribuição de leite e fruta escolar.

Enriquecimento curricular

O Programa de Generalização das Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) vai beneficiar um total de 1611 alunos do 1º Ciclo dos quatro Agrupamentos de Escolas. As AEC iniciaram no primeiro dia do ano letivo, a 17 de setembro, e incluem a dinamização da Atividade Física e Desportiva, Inglês, Ensino Musical – este ano alargado ao 4º ano-, e Outras Expressões. Foram 50 os professores contratados para dinamizar AEC. No total, o Município investe 234 mil euros nas Atividades de Enriquecimento Curricular.

As atividades de animação e apoio à família no ensino pré-Escolar estão acordadas com as Juntas de Freguesia através dos contratos interadministrativos, aos quais acrescenta um protocolo institucional a celebrar com a Associação Alegria de Crescer, para o JI da Barroca, para esta prestação de serviços. No total, esta componente representa mais de 53 mil euros no orçamento municipal.

A análise das candidaturas para a Ação Social Escolar em todos os ciclos de escolaridade foram já concluídas, tendo sido atribuídos o Escalão A a 1214 alunos e o Escalão B a 1134, num investimento total do Município previsto em 462.846,28€.

Reforço de Meios Humanos

Os Recursos Humanos serão também reforçados, “haverá um total de 272 assistentes operacionais e 47 assistentes técnicos em serviço nas escolas sob a responsabilidade da Câmara Municipal, nomeadamente, nos Agrupamentos de Escolas de Alpendorada, Marco de Canaveses, N.º 1 do Marco de Canaveses e Sande e na Escola Profissional de Arqueologia, num investimento da Câmara Municipal de aproximadamente 3.046.000€”.

Segundo fonte do município, “perspetiva-se ainda a abertura de um novo aviso comunitário que permitirá consolidar a atuação da equipa multidisciplinar #sucessoescolar composto por profissionais de psicologia, terapia da fala e serviço social”.

Nuno Correia

Next Post

Maria Pinto (1947-2021)

Qua Out 13 , 2021
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.