Vão avançar as obras de requalificação da EN 304-3, 15 anos depois

BAIÃO. A Estrada Nacional 304-3 que  serve os concelhos de Baião, Amarante, Mesão Frio e Resende vai ser finalmente requalificada.

A EN304-3 (via de cariz regional ) foi desclassificada em 2005 com a contrapartida de que ela viesse a ser qualificada mediante a apresentação de uma candidatura, nomeadamente a fundos comunitários”. Porém, até a data, nunca houve financiamento para a prometida reparação. 

Sê-lo-á agora com um apoio de 1,3 milhões de euros do Orçamento do Estado cabendo à Infraestruturas de Portugal realizar a empreitada. 

Além da reparação da EN304-3, o ministro reafirmou outros investimentos para a região, caso da ligação de Baião à ponte da Ermida, ligação da variante à EN211(Soalhães-Mesquinhata) e IC35…

Na ocasião, o ministro apadrinhou ainda a assinatura de um segundo protocolo, este relacionado com a  estratégia local de habitação com um envelope financeiro de 2,6 milhões de euros que irão possibilitar 73 soluções habitacionais, nesta primeira fase, já que “existem outras intervenções habitacionais que serão alvo de contrato de financiamento direto entre o IHRU e os beneficiários particulares e também com entidades do setor social”. Ao todo prevê-se a beneficiação de 153 agregados habitacionais, abrangendo 291 pessoas, sendo que a programação financeira se iniciará em 2022 e terminará em 2024.

Na ocasião, o ministro foi ainda abordado por um representante do Sindicato Independente dos Correios (SICTEX) pedindo ao governante para que “acompanhe o processo  de implementação  do novo modelo de distribuição  que a empresa está a levar a cabo e que viola claramente  os padrões  de serviço do contrato de concessão  em vigor”.

António Orlando

Next Post

Autarca de Celorico de Basto quer casa dos magistrados na esfera municipal

Qua Nov 17 , 2021
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.