Igreja de São Gonçalo reabre a 10 de janeiro, Dia de São Gonçalo

CULTURA. A informação foi dada pelo município em anúncio nas redes sociais. Espaço está encerrado para obras e restauro há 16 meses

A Igreja e o Claustro do Convento de São Gonçalo irão reabrir no próximo mês, no dia de São Gonçalo que se assinala a 10 de janeiro. O espaço está encerrado há 16 meses, “para obras de reabilitação, conservação e restauro no edifício (coberturas, pisos, paredes, vãos), mas também no recheio artístico (retábulos, esculturas, pinturas murais, painéis azulejares, entre outros)”, detalha fonte do município.

A candidatura para a Conservação e Valorização da Igreja e Claustro de São Gonçalo foi aprovada no final de 2019 e conta com financiamento do Norte 2020 – Programa Operacional Região Norte. Liderada pela Paróquia de Amarante, “entidade que há séculos cuida este Monumento, contou ainda com autorização da Direção Geral do Tesouro e Finanças, proprietário do Edifício, e o apoio da Direção Regional de Cultura do Norte, no acompanhamento, elaboração de projeto e na execução da obra”. O Município de Amarante é também parceiro desta operação “dada a sua importância para a sub-região Tâmega e Sousa e para a região Norte”. Entidades privadas, como a Fundação Manuel António da Mota, e da comunidade Amarantina também apoiaram esta iniciativa.

“De incalculável valor histórico, arquitetónico, artístico e turístico, a Igreja e Claustro de São Gonçalo apresentavam condições de conservação dramáticas sendo urgente esta intervenção de requalificação e valorização. Recorde-se que desde a sua construção, no século XVI, nunca se realizou uma intervenção global no edifício, apenas acrescentos e pequenas obras de reparação”, detalha ainda fonte do município.

Nuno Correia

Next Post

"Só Presépios" em exposição no Emergente Centro Cultural

Sex Dez 10 , 2021
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.