UVVA homenageia António do Lago Cerqueira

VINHOS. Feira de promoção ao vinho verde regressa de 17 e 19 de junho ao claustro do Convento de São Gonçalo, Amarante.

António Lago Cerqueira, o precursor na promoção dos vinhos de Amarante, fundador das caves da Calçada e o primeiro a exportar Vinho Verde vai ser homenageado na edição deste ano do UVVA – Universo do Vinho Verde Amarante. Em 2019, o UVVA tinha homenageado Amadeo de Souza-Cardoso no âmbito do centenário da morte do célebre pintor.

Durante três dias, a 5.ª edição do UVVA terá ‘Conversas sobre o Vinho’ onde se vai falar de espumantes e pét-nats, de vinhos verdes biológicos e gastronómicos, e assistir à batalha Avesso vs. Azal. Haverá ainda ‘Showcookings’ com os chefs Francisco Gomes, António Loureiro e Vítor Matos; animação com DJs e atuações ao vivo, e um espaço dedicado à gastronomia regional.

Pela primeira vez vão atribuir-se os Prémios UVVA nas seguintes categorias: Grande Medalha de Ouro UVVA; Melhor Vinho Espumante; Melhor Vinho Branco; Melhor Vinho Rosé; e Melhor Vinho Tinto. O Melhor Vinho de Amarante será distinguido com o Prémio António Lago Cerqueira.

Realizado pela primeira vez em 2016, o UVVA “consolidou-se como um evento vínico de referência em toda a região, reforçando a aposta no vinho verde enquanto produto estratégico de desenvolvimento local e de promoção turística”, garante fonte da Câmara de Amarante, entidade promotora do certame.

Ao longo de quatro anos, passaram pelo UVVA cerca de 15 mil visitantes que ficaram a conhecer o melhor que os cerca de 40 expositores de Vinho Verde tinham para oferecer, mas também a gastronomia e a cidade de Amarante.

O bilhete de acesso à edição deste ano custa 5€ com oferta de copo oficial, porta-copos e um voucher de 2,5€ para descontar na compra de vinho.

Dias 17 e 18 de junho, o UVVA está aberto ao público das 17 horas às 24 horas, e o espaço lounge até às 02 horas. Dia 19, o horário de funcionamento é das 17 horas às 22 horas.

Promovido pelo Município de Amarante, através da InvestAmarante, o UVVA é organizado pela Essência do Vinho e tem como parceiros a Associação de Turismo do Porto e Norte, a Dolmen – Desenvolvimento Local e Regional, e o Círculo António Lago Cerqueira.

DESTAQUE 1 x3

  • No domingo, último dia do UVVA, será realizada uma prova cega designada por “batalha Avesso vs. Azal”. A batalha consiste em colocar nas papilas gustativas o confronto destas duas das castas de vinho verde branco em três provas cegas. Um é mais frutado o outro é mais acidulado.
  • Avesso é uma casta autóctone com habitat tradicional na sub-região de Baião (Baião, Cinfães e Resende, no limite com a região do Douro, delimitada pelo rio Teixeira), apelidada de difícil, uma prima donna.
  • Azal branco é uma casta de qualidade cultivada, principalmente, nas sub-regiões de Amarante, Penafiel e Basto. No início do século XX, era a principal casta para a produção do vinho branco da região. A sua produção caiu em desuso, e tem nos últimos anos, sido alvo de recuperação dos produtores a conselho dos enólogos.

DESTAQUE 2 x3

  • Pét-Nat é a abreviatura de Péttilant Naturel, um termo do qual se tem ouvido falar muito nos últimos tempos e que será tema de conversa no UVVA por José João Santos da revista de vinhos.
  • Pét-Nat é um método de vinificação ancestral (bem anterior a Champagne) em que o vinho é engarrafado antes de completar totalmente a sua primeira fermentação, finalizando depois a fermentação dos açúcares naturais na garrafa e, libertando por isso o “gás” natural que lhe é tão característico. É um processo que foi originalmente desenvolvido em Limoux, no sul de França, que exige extrema precisão do produtor, já que o momento de engarrafamento tem de ser perfeito.
  • Através deste método obtêm-se vinhos frutados, jovens e refrescantes, sempre de bolha suave e delicada, com um teor alcoólico mais baixo que os tradicionais espumantes. Como por norma não é filtrado no final do processo, apresenta quase sempre um aspeto turvo, não têm adição de sulfitos (o dióxido de carbono produzido pela fermentação atua como um anti-oxidante natural). Devido a sua leveza, os enólogos falam em “bebida certa para harmonizar com petiscos leves, nos dias quentes, sendo uma ótima opção de bebida para o verão”. 

António Orlando

Next Post

Celorico de Basto: Escrita Guiada

Qua Jun 15 , 2022
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.