Cercimarante levou para a rua a magia do teatro

INCLUSÃO. Luz, cor, movimento, originalidade e talento foram os ingredientes-chave do espetáculo com performances de teatro e dança. Voluntários da Casa da Juventude de Amarante (CJ) juntaram-se à festa.

A Cercimarante levou para as ruas de Amarante a magia do teatro, na noite de 15 de julho, com a realização da XVII edição do Teatro de Rua.

O XVII Teatro de Rua teve início com a atuação do Grupo de Bombos do Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI) da Cercimarante, que foi acompanhado na concertina pelo músico João Moura. O grupo percorreu a Praça da República e animou todos os presentes, com esta tradição tão apreciada.

Seguiu-se a Marcha Popular da Cercimarante, onde todos os Serviços da Cooperativa foram apresentados à Comunidade, de uma forma muito original.

Os colaboradores, com muita alegria e entusiasmo, marcharam ao som de uma letra feita para esta apresentação, e que foi elaborada pelo colaborador do CACI, Gualter Costa, com arranjos musicais de Márcia Teixeira, também colaboradora do CACI. Nesta atuação, foram acompanhados pelo jovem Gonçalo Macedo e a sua caixa.

Esta Marcha Popular foi apadrinhada pelo fundador número um da Cercimarante, António Pinto Monteiro, e pela diretora técnica do CACI, Carla Macedo.

Um grupo de pais/tutores/representantes de clientes do CACI acompanhados por colaboradores deram, depois, continuidade a este espetáculo, apresentando uma divertida e contagiante dança, ao som da “sola da bota”, de Rio Negro e Solimões.

E depois desta marcha, o regresso ao palco deu-se pela mão da Estrutura Residencial Para Idosos (ERPI) que, como valência que serve a população da terceira idade, trouxe uma performance onde quis alertar para a solidão dos mais idosos, que sempre existiu mas que, atualmente, é mais falada, pela forma como se vive, isto é, mais próximos da tecnologia e afastados das pessoas.

Subiu, de seguida, ao palco o Lar Residencial Amália Mota (LRAM) que, através de uma melodia original, com pequenos gestos e movimentos, pretendeu retratar o dia-a-dia; os pensamentos e sentimentos; a forma de ser e de estar dos clientes e colaboradores deste Lar, e que mostraram, igualmente, que são uma família que se entrega com o coração.

Na atuação que se seguiu, e que teve a duração de um minuto, foi possível ver o que os jovens voluntários da Casa da Juventude de Amarante prepararam para esta XVII Edição do Teatro de Rua, e que se tratou de uma performance, ao som de “Saudade, saudade”, de Maro, onde mostraram os laços de união criados pelo grupo, com jovens oriundos de diferentes países, e que, ao longo de dez dias, estiveram juntos em Amarante, e que irão dizer adeus, sem saber quando se irão voltar a encontrar.

A fechar esta noite de espetáculo foi a vez da história da família Madrigal entrar em cena. Uma família com poderes mágicos e surpreendentes, que vivem escondidos nas montanhas da Colômbia, num bonito local chamado “Encanto”.

Nesta adaptação do filme da Disney “Encanto”, os atores e bailarinos foram os clientes e colaboradores do CACI, e alguns voluntários da CJ, que fizeram uma representação teatral e musical, com risos e muita diversão à mistura. Esta peça contou, igualmente, com a participação dos pequenos Maria Teixeira, Beatriz Cardoso e Tomás Carvalho.

De realçar que, praticamente todo o guarda-roupa utilizado neste XVII Teatro de Rua foi elaborado por colaboradores e clientes da Cercimarante, e os diversos cenários e adereços foram criados pelos jovens voluntários da CJ de Amarante.

António Orlando

Next Post

Quarteto de mulheres arguido por roubo em loja de Amarante

Ter Jul 19 , 2022
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.