Amarante. Jovem suspeito de violência no namoro ficou sem armas

CRIME. A GNR apreendeu diversas armas proibidas no âmbito de um processo por violência no namoro, no concelho de Amarante.

Jovem amarantino suspeito de violência no namoro ficou sem armas após intervenção da  Guarda Nacional Republicana
Material aprendido no âmbito de um processo por violência no namoro

No âmbito das diligências de investigação, os militares da GNR do Marco apuraram que o suspeito, de 25 anos, infligia agressões físicas e verbais contra a vítima, sua namorada de 20 anos.

Numa busca domiciliária, ao abrigo do processo de investigação, a GNR apreendeu ao jovem as seguintes “armas” no âmbito do crime de violência doméstica :

  • Cinco armas brancas;
  • Um bastão extensível;
  • Uma soqueira;
  • Oito munições de armas de fogo;
  • Um par de luvas.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Amarante.

LEMBRETE

  • A violência doméstica e namoro é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe.
  • a) No Portal Queixa Eletrónica, em queixaselectronicas.mai.gov.pt;
  • b) Via telefónica, através do número de telefone: 112;
  • c) No Posto da GNR mais próximo à sua área de residência, tendo os nossos contactos sempre à mão em www.gnr.pt/contactos.aspx;
  • d) Na aplicação App MAI112 disponível e destinada exclusivamente aos cidadãos surdos, em http://www.112.pt/Paginas/Home.aspx;
  • f)Na aplicação SMS Segurança, direcionada a pessoas surdas em www.gnr.pt/MVC_GNR/Home/SmsSeguranca.

António Orlando

Next Post

Automotoras da Linha do Tâmega resgatadas para o Vouguinha

Ter Jul 26 , 2022
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.