Tourada de Baião deixou protestos à porta da Praça de Touros amovível

TOUROMAQUIA. Cerca de 2500 aficionados das corridas de touros à portuguesa foram brindados, esta terça-feira, em Baião, com cartazes e cânticos de protesto debitados ao megafone por um grupo de manifestantes anti tourada. “Tourada é tortura, não é arte nem cultura; vergonha nacional”.

O protesto foi levado a cabo pelo Partido PAN – Pessoas, Animais e Natureza. Fizeram o cartaz da “festa brava” em Baião, os cavaleiros Marcos Bastinhas, Soraia Costa e António Telles Filho, e os Forcados do Aposento da Moita e Amadores de Caldas da Rainha.

Contrariamente à última edição da Tourada de Baião, antes da pandemia, desta vez não houve desacatos devido à intervenção da GNR que matava à nascença reações mais intempestivas.

A maioria dos espectadores, quando passava em frente aos manifestantes, acelerava o passo, outros, diga-se poucos, mostravam-se dispostos a dar troco, rapidamente neutralizados pela guarda

Todo o animal é sacrificado, então que não comam carne. Tenho animais em casa, não posso matar um anho para comer?

José Monteiro, barbeiro de Baião

A GNR não devia permitir isto. Quem quer ver vê, quem não quer que vá à sua vida!”

Horácio Pinto Vieira, operário construção civil

Um dos pontos mais focados do protesto foi a presença de inúmeras crianças que, pela mão dos pais, foram ver o espetáculo.

A organização das Nações Unidas já recomendaram a Portugal por diversas vezes que interditasse a entrada de crianças, até aos 16 anos, nas touradas. Está mais que provado, nomeadamente, a Ordem dos Psicólogos já emitiu pareceres a dizer que não é benéfico para as crianças, do ponto de vista emocional e psicológico, assistirem a estes eventos que vão transferir a violência que ali assistem sobre os animais para outros contextos, para outros animais e até para pessoas. É tempo de pôr um ponto final nestas práticas dos séculos passados

Babiana Cunha, ex-deputada do PAN- Partido Animais Natureza

A corrida de Touros de Baião teve organização privada e voltou a coincidir com as festas do concelho em honra de S. Bartolomeu. A autarquia, entidade que promove as festas concelhias, diz que nada tem a ver com a iniciativa tauromáquica a não ser com a ratificação do “licenciamento do recinto”.

António Orlando

Next Post

“À descoberta do Românico” no "Amadeo de Souza-Cardoso"

Qua Ago 24 , 2022
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.