Orçamento de Estado dá mais 2 milhões aos bombeiros

VOLUNTARIADO. O Orçamento de Estado (OE) para 2023 propõe um aumento da verba para as corporações dos bombeiros de 2 milhões de euros. A revelação foi feita este sábado, em Baião, pelo Ministro da Administração Interna (MAI) durante as celebrações do 60º aniversário dos voluntários locais. No Orçamento de Estado do corrente ano “alcançamos praticamente os 30 milhões de euros”, lembrou José Luís Carneiro.

O Ministro da Administração Interna respondia assim, na sua terra natal, aos apelos para a sustentabilidade das corporações dos Bombeiros que minutos antes haviam sido feitos pelos representantes da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) e pela Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto.

“Todas as corporações dos bombeiros pagam para fazer socorro. Estamos extremamente preocupados porque o Orçamento de Estado para 2023 não contempla de forma significativa um apoio às corporações humanitárias dos Bombeiros Voluntários”, disse Luís Elias da LPB.

Para o responsável da Liga, a sustentabilidade das corporações está posta em causa. “O novo salário mínimo será de 760 euros. Na próxima segunda-feira aumentam de novo os combustíveis e a questão que se coloca é como é que vamos fazer face aos custos quando o ´produto` que vendemos é um serviço público tablado pelo Estado”, interrogou.

José Luís Carneiro procurou sossegar os presentes lembrando que apesar das dificuldades, “com cooperação” se pode  vencer este momento difícil.  “Tem-se evoluído muito. Quando olhamos para o percurso que foi feito até aqui, como é que podemos desanimar? Não podemos. É possível olhar com muita força determinação para o futuro sermos capazes de vencer, com cooperação”, sublinhou.

O governante  assinalou ainda que já há um princípio de acordo para que as associações humanitárias de bombeiros e a entidades municipais possam ter uma linha de financiamento no Quadro Comunitário 2030, “para financiar infraestruturas, equipamentos e para modernizar os equipamentos de combate aos incêndios florestais”. 

No âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), o setor dos bombeiros “foi contemplado com 20 milhões de euros, dos quais 12,6 milhões para adquirir 81 veículos florestais”. Para a área do Comando Regional do Norte, segundo Carneiro, serão atribuídos aos corpos de bombeiros 14 veículos florestais e 12 veículos tanque. Nas palavras do ministro, o PRR inclui ainda 6 milhões para equipamentos de proteção individual e 1 milhão de euros para  a Escola Nacional de Bombeiros para formar 3.300 agentes da proteção civil até 2023 .

Quanto ao 60º aniversário dos Bombeiros Voluntários de Baião destaque para a incorporação de novos 11 bombeiros voluntários, além da atribuição de várias medalhas a voluntários que se têm distinguido com a farda da corporação baionense.

António Orlando

Next Post

“Memória de Giz” de Agustina pela Filandorra, estreia nas escolas de Vila Meã

Dom Out 9 , 2022
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.