Novos médicos internos iniciam formação no Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa

SAÚDE. O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) recebeu hoje, 2 de janeiro, 79 novos médicos internos. Este ano, mais duas especialidades – Pneumologia e Medicina do Trabalho – recebem pela primeira vez internos, o que revela um reconhecimento cada vez maior da qualidade clínica e formativa do centro hospitalar.

Do total de 79 médicos internos que iniciaram este ano a sua formação no CHTS, 49 são internos de Formação Geral e 30 são internos de Formação Específica, distribuídos pelas especialidades de Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Endocrinologia, Gastrenterologia, Ginecologia/Obstetrícia, Medicina Física e de Reabilitação, Medicina Intensiva, Medicina Interna, Medicina do Trabalho, Neurologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Patologia Clínica, Pneumologia, Pediatria, Psiquiatria e Psiquiatria da Infância e da Adolescência.

O CHTS compreende as unidades Hospital Padre Américo, em Penafiel, e Hospital de São Gonçalo, em Amarante, e serve 12 concelhos da região do Tâmega e Sousa, correspondendo a cerca de 500 mil habitantes.

Proximidade e empatia justificam a escolha dos internos de formação geral Joaquim e Beatriz

Joaquim Pinto, aluno da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), é natural de Penafiel e, quanto à razão para escolher fazer o internato de Formação Geral no CHTS, diz ser “uma escolha muito óbvia, estou perto da família, perto do hospital, estou familiarizado com a população e consigo entender as suas necessidades, também já estive do outro lado”.

Sobre o internato propriamente dito, Joaquim acredita que será “um ano desafiante e com maior responsabilidade, ainda que com o acompanhamento de médicos especialistas, pois é o nosso primeiro contacto com a carreira médica. Será também um ano para conhecer novas pessoas, criar laços, e conhecer especialidades”, conclui.

Beatriz Espinheiro de Sousa, natural de Paredes e aluna do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), refere que “durante muitos anos foi a minha primeira opção, sou daqui e o sonho em ser médica começou aqui”.

“Ficar em casa, além da vantagem económica, vai permitir-me retribuir o que o hospital nos deu, à minha família e a mim. Será ainda uma oportunidade de crescimento e, por ser de cá, sinto uma maior empatia porque conheço as pessoas, percebo a sua linguagem e identifico-me com elas”, salienta Beatriz.

O que é o Internato Médico?

O Internato Médico realiza-se após a licenciatura/mestrado integrado em Medicina e corresponde a um processo de formação médica, teórica e prática, que tem como objetivo habilitar o médico ao exercício da medicina ou ao exercício tecnicamente diferenciado numa determinada área de especialização, com a atribuição do correspondente grau de especialista.

O Internato Médico é composto pela Formação Geral e Formação Específica. Durante o ano de Formação Geral, o médico tem oportunidade de contactar com vários serviços e com a realidade hospitalar. Após este ano, segue-se a Formação Específica, um período de especialização que poderá durar entre quatro e seis anos.

António Orlando

Next Post

Câmara de Baião investe em equipamento para prevenção e combate a incêndios

Ter Jan 3 , 2023
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.