Cristina Vieira eleita conselheira do Conselho Económico e Social

A autarca socialista tomou hoje posse em Lisboa como membro efetivo do Conselho Económico e Social (CES).

Cristina Vieira, presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, passa a integrar, como membro efetivo, este órgão constitucional de consulta e concertação social que tem como principais objetivos a promoção da participação de agentes económicos e sociais no processos de tomada de decisão dos órgãos de soberania, no âmbito de matérias socioeconómicas.

O CES tem assim, como missão a promoção do dialogo social e a negociação entre Governo e os parceiros sociais (confederações sindicais e confederações patronais), apreciando projetos de legislação no que respeita a matérias sociolaborais e celebrando acordos de concertação social.

“É com grande responsabilidade que encaro esta eleição, que será um novo desafio para também defender causas e promover, até 2026, o nosso território e a região Norte”, escreveu a autarca nas redes sociais.

O Conselho Económico e Social é presidido pelo também socialista, Francisco Assis, contando o plenário com 76 conselheiros representantes do Governo, das organizações representativas dos trabalhadores, das atividades económicas e das famílias , das Regiões Autónomas e das Autarquias.

A posse do novo plenário do CES, para o mandato 2022-2026, no Centro Cultural de Belém, conta com a presença da Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho e do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

#cristinavieira

António Orlando

Next Post

MARCO. Faz 90 anos o crime que chocou o país e deu mau nome "à terra" como "do Mata e Queima"

Qua Jan 25 , 2023
Share on Facebook Tweet it Pin […]

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.