Rovanperä volta a ganhar o Vodafone Rally de Portugal

DESPORTO. Um ano depois de se ter tornado o mais jovem vencedor de sempre, Kalle Rovanperä dominou o 56.º Vodafone Rally de Portugal e juntou-se a Kankkunen, Sainz, McRae, Mäkinen e Loeb no lote de pilotos com dois triunfos na prova. Armindo Araújo foi o melhor português (pela 12.ª vez em 17 participações). Nuno Pinto e Francisco Teixeira completaram por esta ordem o pódio luso. Armindo Venceu também a prova do CPR, após a qual Miguel Correia assumiu o comando do campeonato

Kalle Rovanperä dominou o 56.º Vodafone Rally de Portugal. Foto Paulo Maria / DPPI

O piloto da Toyota, que é o novo líder do Mundial, deixou Dani Sordo a 54,7s, com Esapekka Lappi a colocar um segundo Hyundai no pódio final, em Matosinhos. Armindo Araújo foi pela 12ª vez o melhor piloto nacional. A organização do Automóvel Club de Portugal (ACP) foi alvo de rasgados elogios, num evento onde o público voltou a comparecer em número impressionante – estima-se que, na ordem, do milhão e meio de espetadores. 

Com 22 anos, Kalle Rovanperä parece destinado a (continuar a) fazer História no Campeonato do Mundo de Ralis. Antes de chegar a Portugal, o mais jovem campeão de sempre do WRC tinha admitido dificuldades nas primeiras quatro provas do ano, referindo que não se sentia inteiramente confortável com a versão atualizada do Toyota Yaris GR Rally1. Ainda assim, chegou à prova portuguesa a apenas um ponto dos líderes do Mundial, os companheiros de equipa Sébastien Ogier e Elfyn Evans. Após uma exibição dominadora no Vodafone Rally de Portugal, é caso para dizer que Rovanperä está de volta ao seu nível habitual, chegando ao segundo triunfo consecutivo na prova do ACP. 

Repetindo uma fórmula de sucesso entre as regiões Centro e Norte do país, o 56.º Vodafone Rally de Portugal arrancou, oficialmente, em Coimbra, na quinta-feira, e começou animado no dia seguinte, com quatro líderes diferentes durante a primeira etapa. Só que Rovanperä ‘abriu’ definitivamente o livro no sábado, colocando a diferença para Dani Sordo, o ‘melhor dos outros’, em 57,5s. O veterano espanhol da Hyundai concentrou-se em manter o carro na estrada durante a etapa de hoje, com Rovanperä a confirmar a sua primeira vitória da temporada (e a nona no WRC), para além de ser o mais rápido na emblemática Power Stage em Fafe. 

“Demorou, mas finalmente estamos de volta! Tenho de agradecer muito ao Jonne (Halttunen, navegador) e à equipa. Eles têm puxado por mim e obrigaram-me a continuar em frente numa fase mais difícil, desde o final do ano passado”, afirmou o jovem finlandês, que agora tem 17 pontos de vantagem sobre o segundo do Mundial, Ott Tänak. 

Duplo pódio para a Hyundai 

Sordo acumulou o sétimo pódio no Vodafone Rally de Portugal – o terceiro consecutivo -, voltando a corresponder à chamada da Hyundai. A marca coreana ainda colocou Esapekka Lappi no derradeiro lugar do pódio, a 1m20,3s de Rovanperä, depois de problemas de turbo no carro de Thierry Neuville terem relegado o belga para o quinto lugar. “Este é um dos desportos mais cruéis do mundo, mas quero deixar aqui o meu aplauso à organização, que fez um trabalho incrível, assim como aos espectadores”, destacou Neuville no final. 

Com Evans fora de prova logo na sexta-feira, após uma aparatosa saída de estrada que destruiu o seu Toyota, Tänak foi o outro candidato ao título a perder pontos para Rovanperä em Portugal. O estónio da M-Sport Ford ganhou uma classificativa na sexta-feira, mas furou no sábado e hoje teve problemas no sistema híbrido do Puma Rally1, terminando no quarto lugar, a 2m04,2s de Rovanperä. 

Greensmith vence no WRC2, Armindo o melhor português 

O melhor concorrente do WRC2 terminou no sexto lugar, com Gus Greensmith (Skoda) a bater Oliver Solberg (Skoda) por escassos 1,2s, após o jovem sueco ter sido penalizado em 1 minuto, por ter realizado piões no final da Super Especial de Lousada, no sábado. O regressado Andreas Mikkelsen (Skoda) completou o pódio numa das melhores listas de inscritos de sempre do Mundial dos Rally2, com 43 equipas. O duelo de finlandeses do WRC3 viu Roope Korhonen ficar na frente de Toni Herranen, ambos em Ford. 

Armindo Araújo foi o melhor português pela 12.ª vez em 17 participações. Foto Paulo Pacheco / DPPI.

Apesar de três dias de prova e 325,35 quilómetros cronometrados, Armindo Araújo ‘sobreviveu’ à dureza do rali como o melhor português – pela 12.ª vez em 17 participações no Vodafone Rally de Portugal –, vencendo ainda a prova do CPR, disputada na sexta-feira. Miguel Correia teve problemas mecânicos no seu Skoda, mas assumiu o comando do campeonato, com o treinador de pilotos, o regressado Nuno Pinto (Citroën) a secundar Armindo Araújo entre os portugueses, na frente de Francisco Teixeira (Skoda). 

Ricardo Sousa (Peugeot) ganhou a prova do CPR2, ao impor um andamento forte e ao conseguir evitar os furos na etapa de sábado. Gonçalo Henriques (Renault) foi o segundo classificado e Hugo Mesquita (Renault) completou o pódio final. O campeão em título, Ernesto Cunha (Peugeot), continua na frente do campeonato dos 2 Rodas Motrizes. Ricardo Sousa também foi o mais forte na Peugeot Rally Cup Ibérica, o troféu dos Peugeot 208 Rally4, onde o piloto português bateu os espanhóis Sergi Pérez e Iago Gabeiras, num pelotão com 12 equipas. 

Novidades aprovadas 

Grandes novidades no percurso deste ano, tanto a Super Especial da Figueira da Foz na sexta-feira, como a nova classificativa de Paredes, a abrir a etapa de hoje, foram apostas ganhas do ACP, emolduradas por largos milhares de espectadores. Aliás, a afluência massiva de público – na ordem do milhão e meio – continua a ser uma das imagens de marca do Vodafone Rally de Portugal, que também se afirma, cada vez mais, pelo comportamento exemplar dos espectadores. 

56.º VODAFONE RALLY DE PORTUGAL 

  • 1. K. Rovanperä / J. Halttunen (Toyota), 3m35.11,7s 
  • 2. D. Sordo / C. Carrera (Hyundai), a 54,7s 
  • 3. E. Lappi / J. Ferm (Hyundai), a 1m20,3s 
  • 4. O. Tänak / M. Järveoja (M-Sport Ford), a 2m04,1s 
  • 5. T. Neuville / M. Wydaeghe (Hyundai), a 8m22,5s 
  • 6. G. Greensmith / J. Andersson (Skoda), a 9m43,4s 
  • 7. O. Solberg / E. Edmonson (Skoda), a 9m44,6s 
  • 8. A. Mikkelsen / T. Eriksen (Skoda), a 10m26,4s 
  • (…) 
  • 17. A. Araújo / L. Ramalho (Skoda), a 20m33,1s 

Classificações  Aqui

MUNDIAL 

  • 1. K. Rovanpera, 98 pontos 
  • 2. O. Tänak, 81 
  • 3. S. Ogier, 69 
  • 4. E. Evans, 69 
  • 5. T. Neuville, 68 
  • 6. E. Lappi, 49 

António Orlando

Next Post

Alunos de Baião visitaram a Assembleia da República

Seg Mai 15 , 2023
Share on Facebook Tweet it Pin […]
Instagram did not return a 200.

Sobre Nós

Tamega.TV

O Tâmega.tv é uma publicação online diária de informação geral que pretende dar, através dos meios de difusão multimédia, uma ampla cobertura dos mais relevantes e significativos acontecimentos da região do Baixo Tâmega, em todos os domínios de interesse, sem descurar o panorama regional e nacional, assegurando a todos o direito à informação.